Como licenciar corretamente o SQL Server do TFS

Licensing / Legal
319

OK, eu entendo que apesar de tudo que falei em meu post sobre TFS e VSTS você pode ter suas razões para querer usar o TFS on-premises. Quando uma empresa decide usar o TFS e se prepara para fazer a instalação, descobre que um dos pré-requisitos da instalação é o SQL Server. É nesse momento que surge a dúvida: “como licencio corretamente o SQL Server que será usado pelo TFS?”

A resposta nem é tão complicada mas, como tudo que envolve licenciamento, requer cuidado e atenção. Eis as respostas a algumas das perguntas mais frequentes que já nos fizeram sobre esse assunto.

Continue lendo “Como licenciar corretamente o SQL Server do TFS”

Você é desenvolvedor? Então tem Azure de graça para você!

image
image

Quer poder usar o Microsoft Azure de graça para poder experimentar seus recursos e testar na nuvem os sites e aplicativos que você está desenvolvendo?

Então vou te ensinar como. Aliás, talvez você já até tenha acesso gratuito ao Azure neste exato momento e nem saiba!

Continue lendo “Você é desenvolvedor? Então tem Azure de graça para você!”

Entenda o licenciamento do Visual Studio Online

Convenhamos: licenciamento nunca é algo fácil de se entender. Quando envolve uma nova oferta então – como é o caso do Visual Studio Online – as coisas só complicam.

Por outro lado, não dá para fugir dessa discussão. Para garantirmos que nossa empresa está devidamente licenciada (e não está desperdiçando dinheiro pagando mais que o necessário), precisamos entender exatamente como contratar e pagar pelos serviços do Visual Studio Online!

Continue lendo “Entenda o licenciamento do Visual Studio Online”

Não é permitido instalar software MSDN na nuvem

 

Com o uso cada vez maior da “nuvem” (seja Azure, Amazon ou qualquer outro provedor), surge a necessidade de estender nossos ambientes de desenvolvimento e testes para lá. Ou seja, pode ser que eu queira:

  1. Montar algumas máquinas virtuais no Azure para instalar uma farm de SharePoint e assim ter um ambiente para testar minhas customizações; ou
  2. Criar uma VM na Amazon com o SQL Server Analysis Services e o SQL Server Reporting Services para testar os novos relatórios que estão sendo criados; ou mesmo
  3. Instalar o Visual Studio Ultimate Load Test Agent em várias VMs para criar um teste de carga distribuído.

Normalmente, a preocupação seria “como eu licencio esses softwares que quero pôr na nuvem?” E aí vem um dos maiores benefícios oferecidos pela Assinatura MSDN.

Quando você compra um Visual Studio com uma Assinatura MSDN, recebe o direito de utilizar softwares Microsoft (como Windows, SQL Server, SharePoint e outros) para fins de desenvolvimento e testes. Você pode instalar esse software em quantos computadores você quiser, desde que:

  1. Seja apenas para desenvolvimento e testes. Não pode ser usado em ambientes de produção, nem para o trabalho do dia-a-dia que não esteja ligado com desenvolvimento de aplicações; e
  2. Apenas pessoas com licenças MSDN acessem esse ambiente. Ou seja, você pode montar uma máquina virtual e instalar nela uma versão do seu site. Outras pessoas podem acessar essa máquina virtual, desde que elas também tenham assinaturas MSDN (*).

O problema (e a origem da minha surpresa) é que não é possível instalar softwares MSDN em cloud providers.

Devo confessar que isso é novidade para mim. E para evitar que você, sua empresa ou seus clientes fiquem com problemas de licenciamento por acidente, vamos esclarecer algumas coisas. A primeira é que a fonte definitiva do que pode – ou não pode – ser feito com suas licenças de Visual Studio, suas Assinaturas MSDN e afins, é o Visual Studio 2012 and MSDN Whitepaper. Extraído direto da página 12, vem o seguinte trecho:

SNAGHTML11e7dfbd
285

Portanto, fique atento nisso. Use no Azure (ou na Amazon) apenas softwares licenciados especificamente para esse fim e não use softwares MSDN lá.

Um abraço,
    Igor