TFS também ama o Java (e o Delphi, e o PowerBuilder…)

O Team Foundation ainda é alvo de muito preconceito da comunidade de desenvolvedores. Só porque o nome do produto é “Microsoft Visual Studio Team System Team Foundation Server” (pequeno, né?) a maioria presume que TFS = .NET, já que assumem que Visual Studio = .NET. Bem, nada mais equivocado.

O ponto importante a se lembrar aqui é: O Visual Studio Team System é uma plataforma de ALM. ALM, ou Application Lifecycle Management, refere-se às práticas envolvidas na gestão do ciclo de vida de uma aplicação – desde a sua concepção, especificação e planejamento até a efetiva implantação no ambiente de produção. Repare que em nenhum lugar estava escrito “.NET Application Lifecycle Management”. Assim, ainda que obviamente a plataforma tenha recursos específicos para .NET (capazes de aumentar a qualidade e eficiência do trabalho da equipe de desenvolvimento), eu realmente acredito que nossa plataforma brilha nos cenários em que há vários ambientes (e linguagens) de desenvolvimento envolvidos.

Na sua empresa há um ambiente heterogêneo de programação? Há grandes chances que a resposta seja “sim”. Na maioria dos clientes que tenho visitado o mais comum é termos algo como “VB6 + .NET”, ou “Java + .NET”, ou “Delphi + VB + Java”, ou qualquer outra combinação que você imaginar. Como se não bastasse o fato de ter que lidar com múltiplas linguagens de programação, esses clientes normalmente acabam lidando com várias ferramentas usadas ao mesmo tempo no apoio à ALM: VSS, CVS, Subversion, Jira, Trac, Project Server, Primavera etc…

Quem já não viu esse cenário? “Projetos Java no Subversion, projetos VB no SourceSafe”. Como conseguir gerenciar isso de forma efetiva?

A resposta é clara: Use o Team Foundation Server para todos os projetos, independentemente da linguagem!

Eclipse

Veja o caso do Eclipse, um dos IDEs mais utilizados no desenvolvimento de aplicações Java (usando o plugin Teamprise). Com ele, você tem acesso total aos recursos do TFS – controle de versão, rastreamento de itens de trabalho, relatórios e documentos:

rad_wit_win

MSSCCI Provider

Há vários IDEs que ainda não oferecem suporte nativo ao TFS. Porém, se eles tiverem suporte ao Visual SourceSafe, há grandes chances de usar o TFS no lugar do VSS. Basta que eles se conectem ao VSS através de uma API chamada MSSCCI (Microsoft Source Code Control Interface). Com o Visual Studio Team Foundation Server MSSCCI Provider é possível “enganar” seu IDE, de modo que ele “fale” com o TFS pensando que é o SourceSafe. Alguns dos IDEs que utilizam essa API e que foram testados pela Microsoft para usar o MSSCCI Provider são:

  • Visual Studio .NET 2003
  • Visual C++ 6 SP6
  • Visual Visual Basic 6 SP6
  • Visual FoxPro 9 SP1
  • Microsoft Access 2003 SP2
  • SQL Server Management Studio
  • Sparx Systems Enterprise Architect 6.1
  • Sybase PowerBuilder 10.5
  • Toad for SQL Server 2.0

 

Para saber mais, há um artigo (já um tanto antigo, mas ainda válido) sobre o assunto em http://www.microsoft.com/brasil/msdn/tecnologias/vs2005/tfs.mspx.

 

Autor: Igor Abade

Igor Abade V. Leite ([email protected]) é Microsoft MVP (Most Valuable Professional) de Visual Studio ALM desde 2006. Palestrante em diversos eventos da comunidade de desenvolvimento de software (TechEd Brasil, The Developers’ Conference, DevOps Summit Brasil, Agile Brazil, Visual Studio Summit, QCON e outros), é também autor de artigos em revistas e sites como o MSDN Brasil. Desde março de 2011 é um dos sócios da Lambda3, uma consultoria especializada em ALM, desenvolvimento de software e treinamentos. Visite seu blog sobre VS ALM em http://www.tshooter.com.br/ e siga-o no Twitter @igorabade.

Um pensamento em “TFS também ama o Java (e o Delphi, e o PowerBuilder…)”

  1. Boa noite, Gostaria de perguntar se poderia indicar alguns links para entender como seria feito para o TFS gerar builds de forma automatizada para aplicações delphi7.Exemplo, para cada check IN efetuado, o TFS pelo continuous integration, já iria disparar a build daquele projeto gerando o .EXE na pasta drops tem como isso?. Obrigado

Deixe seu comentário!